Quatro fatores que impedem uma boa negociação

Postado por Admincursos | 27 de abril de 2017 | Deixe aqui seru comentário

Quatro fatores que impedem uma boa negociação

Saber negociar é uma habilidade que fará a diferença para a sua vida profissional e pessoal

Apenas apresentar um produto, serviço ou seu próprio currículo já não é o suficiente para vencer uma negociação. No mundo contemporâneo, saber negociar é a chave para expor sua opinião para persuadir o outro em qualquer situação.

Engana-se quem acredita que apenas vendedores e executivos precisam dominar essa habilidade. Você também está fazendo negociações o tempo todo com o seu círculo ao ajustar o prazo de entrega do relatório, acrescentar mais um detalhe para o fornecedor, pedir uma segunda chance de rever a nota para o professor, regular a mesada dos filhos, decidir qual filme você e seu companheiro vão assistir e muito mais.

No entanto, negociar não deve ser entendido como um conflito em que há um vencedor e um perdedor. É preciso encarar como uma tomada de decisão conjunta para que todas as partes envolvidas podem se beneficiar para estabelecer uma relação de longo prazo, essencial no mundo dos negócios e na sua vida pessoal.

Justamente por ser um acordo comum, fazer uma negociação bem-sucedida não é tarefa simples. Se você não se planejar e adaptar o seu discurso com antecedência, as chances de você sair sem uma resposta positiva ou com alguma esperança são reduzidas.

Cada situação de negociação é diferente e, por essa razão, para descobrir as melhores técnicas que funcionam para você, será preciso aprender na prática ou realizar um Curso de negociação que possa entregar uma boa parte dos segredos. Para facilitar o aprendizado, saiba quais são as atitudes que nunca devem ser tomadas durante esse processo:

PRECIPITAR-SE

Na pressa para encerrar uma negociação, você pode acabar se precipitando e fechando um negócio que não é o que você esperava. Realizar concessões é algo natural durante o processo, mas é importante que você guarde as suas cartas para o momento mais oportuno da jogada. Perceba que, muitas vezes, você se adianta tanto que nem tenta uma proposta mais ousada, temendo que o outro lado vá recusá-la de cara, e então já começa com uma opção mais simples que, até o fim da negociação, terá se tornado cada vez menos interessante para quem está oferecendo e, possivelmente, mais atrativa para o outro.

USO DE CLICHÊS

Alguns clichês que antes eram restritos aos vendedores nas lojas agora aparecem no e-commerce, nos e-mails corporativos e até mesmo no seu discurso sem que você perceba. Expressões como “oportunidade única”, “só pra você”, “super desconto” e “se eu fosse você, não perderia a chance” demonstram que você não domina a técnica da persuasão como deveria. Todo mundo sabe que esse tipo de discurso não é verdadeiro e que, ao insistir nesse erro, você se mostra muito mais preocupado com o seu próprio benefício do que com o do seu interlocutor.

DIZER “NÃO SEI”

Ao dizer frases como “não sei”, “não tenho certeza” e “vou conferir e aviso”, você deixa claro para o seu interlocutor que você não domina o assunto da negociação. Isso passa insegurança e falta de credibilidade, o que inviabiliza o sucesso na maioria dos casos. Estar preparado para lidar com todas as dúvidas que podem surgir é essencial para não cair nesse impasse. Se mesmo assim essa situação acontecer com você, faça o possível para resolvê-la na hora, dizendo algo como “não tenho essa informação, mas vou procurar no catálogo agora mesmo” ou “não sou responsável por essa parte, mas vou verificar com a pessoa certa e informo até o fim do dia”. Lembre-se: se você prometeu respostas, cumpra o combinado e retorne para o interessado o mais rápido possível, retomando os pontos mais importantes que vocês já discutiram anteriormente.

MOSTRAR SÓ O LADO BOM

Não tenha medo ou vergonha de admitir para o seu interlocutor que a sua oferta não é perfeita e, assim como tudo, também apresenta alguns riscos. Ao mostrar apenas a parte boa, você se passará por ingênuo ou otimista demais, características que fazem a negociação fracassar. Exponha claramente quais são as dificuldades, mas evite se aprofundar no assunto e busque esclarecer os motivos pelos quais isso acontece de forma positiva. Por exemplo “o valor está acima de outras opções disponíveis no mercado pois o produto é feito com peças importadas e tem mais tempo de garantia do que os outros”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *