A importância da gestão de qualidade

Postado por Admincursos | 21 de julho de 2017 | Deixe aqui seru comentário

A importância da gestão de qualidade

O sucesso de um sistema de gestão de qualidade é um diferencial competitivo perante o mercado

Quando você está escolhendo um restaurante para almoçar, entre os quesitos mais importantes está a qualidade do local: bom produto, equipe competente, local bem recomendado e assim por diante. No mundo corporativo, a lógica é a mesma. Empresas também escolhem seus parceiros de negócios com base na qualidade.

Com a globalização, as organizações passaram a ser mais cobradas e começaram a disputar espaço em mercados cada vez mais saturados. Para se destacar perante a concorrência, é preciso manter a produtividade comprovada não só em produtos ou serviços, mas também em diretrizes organizacionais, instalações e mais, buscando resultados positivos. Ou seja, uma melhoria contínua e permanente na empresa, a chamada qualidade.

Devido a seriedade desse assunto, os profissionais que atuam na área são formados em um curso de gestão de qualidade. Eles estão aptos para acompanhar processos de produção e rotina de trabalho ou prestação de serviços de empresas de diversos setores e portes para garantir padrões de qualidade de ponta.

É preciso implementar?

A qualidade só pode ser mensurada positivamente quando ela atende às necessidades e expectativas de todos os envolvidos com o negócio. Como cada pessoa possui uma visão diferente, é preciso evitar resultados distintos aderindo a um padrão para processos produtivos e administrativos que possa garantir a credibilidade das avaliações.

Implementar um programa de gestão de qualidade é preciso que a organização estabeleça práticas contínuas de verificação a partir do acesso às informações geradas. Esse conhecimento será utilizado para a estruturação de um planejamento estratégico e na tomada de decisão – fatores cruciais para se atingir a excelência na gestão.

O gerenciamento de todos os recursos e atividades realizados permite identificar as causas das inadequações, auxiliando na proposição de resoluções e no estabelecimento de metas. Para isso, compreender os processos e suas relações é algo a ser sabido a fundo, pois uma simples mudança pode impactar diretamente os envolvidos em todo o sistema.

Além disso, é importante criar uma cadeia de informações e uma cultura organizacional que colaborem para o aumento da qualidade, já que ela está presente em todos os níveis de negócios. A comunicação entre todas as partes por meio de treinamentos, reuniões, comunicados externos e outros métodos será um fator que propiciará resultados efetivos.

No entanto, ao olhar apenas para dentro de casa, é fácil perceber as mudanças. É por isso que as companhias devem olhar também para fora, conhecer seus concorrentes e se inteirar das práticas executadas pelo mercado. O objetivo não é fazer comparações, mas sim aproveitar estratégias que possam significar diferenciais competitivos.

Empresas que não investem na qualidade, seja dos pequenos detalhes às grandes estratégias, estão ficando atrás de outras que estão focando nisso e obtendo retorno, seja devido a fidelidade de um cliente ou parceiro, da rentabilidade proveniente da satisfação ou da otimização das operações, evitando desperdícios.

Certificações

Uma vez que um sistema para gestão de qualidade esteja implementado, consolidado e proporcionando resultados positivos, as companhias podem se prestar a obter certificações. Elas são ferramentas que permitem um diferencial competitivo nos mercados nacional e internacional devido ao valor adquirido durante a identificação e padronização de suas práticas de qualidade.

Entre as certificações mais significativas estão algumas variações da ISO (Organização Internacional para Padronização, em português). A entidade, criada em 1947 e com sede na Suíça, promove e aprova normas internacionais de qualidade permanente para empresas e produtos. No Brasil, é representada pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A mais requisitada é o grupo de normas técnicas da ISO 9000, que estabelecem um modelo de gestão da qualidade para organizações. A ISO 9001 certifica os sistemas de gestão da qualidade, garantindo ao cliente de que os produtos e serviços da empresa serão criados de forma repetitiva e consistente para garantir a qualidade máxima que foi definida pela empresa. Empresas que possuem um sistema de gestão da qualidade em conformidade com essa norma podem solicitar a certificação e obter o “selo de conformidade ISO 9001”.

Já na família da ISO 14000, a 14001 é a mais solicitada. Ela garante que os requisitos para um sistema de gestão ambiental estão sendo desenvolvidos em conformidade com a norma. É muito buscada pelas companhias que precisam assegurar suas políticas ambientais e comprovar práticas sustentáveis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *