Como funciona o Pronatec

Postado por Admincursos | 26 de janeiro de 2015 | Deixe aqui seu comentário

Como funciona o Pronatec

Veja como garantir seu futuro entrando para uma das escolas técnicas através do Pronatec

Quantas vezes você já ouviu dizerem que se está difícil para quem é certificado, imagine para quem não tem nenhuma especialização? Lugares-comuns e frases feitas à parte, não dá mesmo para deixar a formação profissional de lado. Um dos caminhos pode ser o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), lançado pelo governo federal em 2011. Através dele 6,8 milhões de pessoas já foram matriculadas em mais de 3.200 cidades brasileiras, e não é para menos que tanta gente procure formação através do programa: através dele é possível entrar em escolas técnicas de todo o país totalmente de graça. Isso mesmo, você não paga nada de inscrição, nem de matrícula, nem de mensalidade.

Dependendo do grau de escolaridade que você tiver são oferecidos três tipos de curso. Para quem já concluiu o Ensino Médio, o Pronatec oferece os cursos técnicos conhecidos como “subsequentes”. Com duração mínima de 1 ano, alguns deles podem ter exigência de Enem. Para quem ainda não concluiu e está matriculado no Ensino Médio, os cursos “concomitantes” também têm duração mínima de um ano e podem ser feitos enquanto você conclui o EM. Já os cursos de Qualificação Profissional ou Formação Inicial e Continuada (FIC) são dirigidos aos beneficiários dos programas de transferência de renda, como o Seguro Desemprego e o Bolsa Família. A maioria exige pelo menos o Ensino Fundamental completo (até a 8ª série ou 9º ano) e tem duração menor, de dois meses, em média.

Através do Pronatec você tem acesso a 403 escolas técnicas federais, às escolas técnicas estaduais e ainda às escolas técnicas do chamado Sistema S: Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senai) e Serviço Social do Comércio (Sesc). Todos os cursos são reconhecidos pelo MEC e qualquer cidadão brasileiro pode participar do programa, mas a prioridade é para pessoas desempregadas ou beneficiadas pelos programas de transferência de renda, para pessoas de baixa renda e para quem foi aluno de escolas públicas ou de escolas particulares como bolsista integral. A inscrição deve ser feita no site oficial do Pronatec, na opção Cursos Técnicos ou Cursos de Qualificação. Depois de preencher os dados pedidos, o sistema automaticamente mostrará os cursos que são disponibilizados para o seu perfil. No caso de o candidato ser beneficiário do programa Brasil Sem Miséria, ele deve procurar Centro de referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo.

A idade mínima de inscrição é de 16 anos para estudantes matriculados no Ensino Médio e no EJA (Educação de Jovens e Adultos), mas os alunos egressos do Ensino Fundamental na modalidade EJA devem fazer a matrícula a partir dos 18 anos. Não há idade máxima. Todos os cursos ministrados têm diploma reconhecido tanto pelos órgãos governamentais quanto pelas empresas privadas e, apesar de não haver garantia de contratação ao final do curso, na prática muitos alunos já saem empregados. Dependendo do curso, da instituição e da carga horária pode haver uma ajuda de custo. Você não pode fazer dois cursos do programa ao mesmo tempo, mas se já fez um quando cursava o Ensino Médio e quer fazer outro depois de formado é possível fazer nova inscrição, desde que atenda aos requisitos do programa.

Conheça em nosso site Cursos que ajudarão você entrar na universidade. Matricule-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *