Dicas para manter a calma em situações estressantes no trabalho

Postado por Admincursos | 19 de janeiro de 2017 | Deixe aqui seu comentário

Dicas para manter a calma em situações estressantes no trabalho

Saiba como evitar e tratar conflitos no ambiente de trabalho, aumentando a sinergia entre as equipes e garantindo uma corporação com mais harmonia

Embora ninguém goste de conflitos, em um ambiente de trabalho com muitas pessoas é natural que eles aconteçam. Faz parte da vida das corporações a gestão de opiniões e pontos de vista distintos e canalizar essas energias para um mesmo fim é o que separa os gestores de sucesso daqueles que se perdem em meio a brigas e ações de intolerância.

Por isso, desenvolver habilidades de gestão de conflitos é fundamental em qualquer área. Seja em um cargo de alta responsabilidade ou em um simples estágio sem remuneração, entender e corresponder às expectativas do outro é algo que faz parte da natureza do ser humano. Entretanto, ainda assim, por falta de preparo muito acabam criando atritos desnecessários e colocando suas carreiras em xeque apenas por questões comportamentais.

1 – Diferencie conflito de divergência

Pessoas diferentes têm pontos de vista diferentes sobre um mesmo assunto. Isso é natural, normal e não vai mudar. Há um ditado que diz que “toda história tem três lados: o meu, o seu e os fatos” e é justamente essa a ideia. Intervir em uma divergência de opiniões é o papel do líder, que vai buscar da melhor maneira possível a convergência de ideias em prol de um bem comum. Um conflito só acontece quando há falha nesse processo e um dos lados se recusa a ceder ou compreender o benefício comum.

2 – Saiba como se portar em situações de estresse

Quando a divergência se torna um conflito é natural que os ânimos fiquem mais acirrados e a divergência se torne um conflito. Quando as coisas chegam a esse ponto, os índices de estresse podem ir às alturas e é papel do gestor contornar a situação encontrando uma forma de unir as pontas que ficaram soltas. Ter paciência e serenidade para tomar decisões, ainda que estas contrariem alguns, é uma das características que devem ser desenvolvidas.

3 – Relações melhores minimizam potenciais faíscas

A partir do momento em que você estabelece relações de confiança no seu dia a dia, as potenciais faíscas geradoras de conflito demoram muito mais a surtir efeito. Muitos dos conflitos surgem por falhas de comunicação, originadas de ordens malfeitas ou mal compreendidas pelos colaboradores. Portanto, procure se expressar de maneira clara e estar sempre disponível para esclarecer dúvidas daqueles que trabalham com você. Um ambiente colaborativo costuma funcionar melhor do que um ambiente impositivo.

4 – Comunicação assertiva é o canal

Como já mencionamos, muitos dos conflitos são causados por conta de problemas de comunicação. As ordens sempre devem ser claras e precisas, não deixando margens para dúvidas ou segundas interpretações. Por isso, ao comunicar algo, peça um feedback dos receptores da mensagem para confirmar se eles realmente entenderam o que você disse da maneira que você teve intenção de comunicar. Caso contrário, essas pequenas pontas soltas podem, com o passar do tempo, transformar problemas secundários em desafios muito maiores para serem contornados.

5 – Busque auxílio com cursos de Gestão de Conflitos

Ainda que você tenha alguns dons de liderança que o permitam gerenciar os conflitos da melhor maneira possível, eventualmente você vai se deparar com situações que vão extrapolar o seu conhecimento. Por isso, nada melhor do que estar sempre atualizado e aprender com pessoas mais experientes e com estudos de caso o que já foi feito e funcionou em situações similares. Como conhecimento nunca é demais, um Curso na área de Gestão de Conflitos pode ser uma ferramenta que agregará bastante valor aos profissionais de diversas áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *