07 Erros de Português Mais Comuns Que Você Não Deve Cometer

Postado por Admincursos | 23 de novembro de 2017 | Deixe aqui seu comentário

07 Erros de Português Mais Comuns Que Você Não Deve Cometer

Os deslizes gramaticais podem influenciar negativamente na busca por um novo emprego, no vestibular e até mesmo no ambiente de trabalho

Escrever corretamente o português é um dos pré-requisitos básicos para se desenvolver profissionalmente em qualquer que seja área escolhida.

Diversas empresas consideram o teste de português e a redação como itens essenciais para selecionar os candidatos num processo seletivo. É de extrema importância escrever corretamente, especialmente para o seu crescimento profissional.

Embora seja comum cometer alguns erros, devido às regras gramaticais estarem em constante atualização, sempre com novas exceções, que costumam ser complexas para aqueles que não têm afinidade.

De fato, todos nós estamos sujeitos a cometer estes deslizes, tendo em vista que a quantidade e a velocidade das informações aumentaram consideravelmente com a internet e as redes sociais.

Entretanto, é preciso estudar, ler e praticar a escrita sempre que possível a fim de evita-los, para que os erros de português não nos atrapalhem durante os momentos importantes de nossa vida.

 

1 – A gente/Agente

Agente

Um dos deslizes mais comuns encontrados em redações ou textos na internet é o uso incorreto da palavra agente, que é utilizada como sinônimo da palavra nós.

Mas na verdade, ela se trata de um substantivo comum, para indicar que uma pessoa exerce determinadas funções, como: agente de polícia, agente de banco, agente do FBI.

O uso correto da locução nominal para se referir a um conjunto de pessoas no qual você está inserido é a gente, e deve ser conjugado na terceira pessoa do singular.

 

2 – Para eu/Para Mim

Para mim

O pronome “mim” é comumente utilizado como sujeito das orações. Acontece que mesmo que se trate de orações subordinadas, ele não pode conjugar verbos.

Para empregar a palavra de maneira correta, utiliza-se o eu, que vem sempre antes do verbo que determina uma ação, indicando o sujeito da oração.

A expressão “para mim” deverá ser empregada apenas quando for cumprir a função de objeto indireto na frase.

 

3 – Mas ou Mais

Mais

Facilmente confundido quando se trata da língua portuguesa, o uso correto das palavras mais e mas pode confundir a cabeça de algumas pessoas.

A palavra mais é sempre utilizada para indicar intensidade ou adição nas orações, que no caso, é oposto da palavra menos.

Já a palavra mas, é empregada como conjunção coordenativa adversativa, tendo o mesmo significado de expressões como: porém, entretanto, todavia e contudo.

 

4 – Sobre ou Sob

Sob

Um dos erros de português mais terrível, pois indicam situações extremamente opostas, o uso das expressões sobre e sob também é comumente cometido por muitas pessoas.

A palavra sobre significa em cima de algo ou a respeito de alguma coisa. Já sob, significa estar embaixo de, ou debaixo de algo.

 

5 – Menas ou Menos

Menas

É importante saber que o advérbio menos é invariável, ou seja, não varia nem de acordo com o gênero, nem de acordo com o número. Portanto, a palavra “menas” não existe.

O correto é utilizar menos, independente da situação, que pode ser empregado para indicar: menor quantidade de algo, não mais que, abaixo de, não muito.

 

6 – Mal ou Mau?

Mal

A confusão entre as duas palavras acontece na maioria das vezes, devido a pronúncia ser exatamente igual para elas. Entretanto, suas funções são absolutamente diferentes.

O “mal” é adverbio e oposto da palavra bem, que serve indicar modo, como: contrário de bem ou substantivo, como: doença, tristeza e tudo aquilo que não for desejável.

Já a palavra “mau”, é o oposto de bom e pode ser considerado como variação para a palavra ruim. Ela pode variar, no caso do sexo feminino para a palavra má.

Nos dois casos, para identificar a forma correta de empregar a palavra é simples: é só trocá-la pelo seu oposto para ver se faz sentido, exemplo: mau por bom e mal por bem.

 

7- De menor/De Maior

-18

É normal ouvirmos expressões como: “o menino é de menor” ou “a menina é de maior”, para referir-se a maioridade de uma pessoa.

O fato é que na norma culta da língua portuguesa, o correto é utilizar a expressão maior de idade/menor de idade para expressar os anos de alguém.

 

Como Evitar?

Evitando

Praticar a leitura e a escrita é fundamental para evitar que os erros de português tornem-se seus inimigos na hora de realizar uma redação para o vestibular ou no processo seletivo para concorrer a uma vaga de emprego. É muito importante, então saiba algumas técnicas de redação para arrasar nos vestibulares.

Revisar os textos escritos lendo, se possível, em voz alta, também contribui para que esses deslizes não passem despercebidos.

Vale lembrar, que como está em constante atualização, à língua portuguesa também deve ser estudada a fim de sempre manter-se atualizado sobre as mudanças para evitar cometer tais erros. 

E você terá muita facilidade se optar por um curso 24 horas online por exemplo, além de estudar em casa não irá cometer mais erros!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *