Dia da Mulher: Qual a Importância? Veja Uma Pesquisa Histórica!

Postado por Admincursos | 8 de março de 2018 | Deixe aqui seu comentário

Dia da Mulher: Qual a Importância? Veja Uma Pesquisa Histórica!

A data representa um marco na luta pela igualdade das mulheres, uma causa que deve ser lembrada todos os dias

A mulher está mais em voga do que nunca e o Dia da Mulher, celebrado hoje, é a oportunidade perfeita para que todas as pessoas do mundo aprendam a valorizá-las e respeitá-las, tratando-as da forma que elas pedem: com igualdade.

Cada vez mais as mulheres estão atingindo o posto de protagonistas, seja nas notícias, nas novelas, nos cinemas, nas redes sociais, na literatura, no mercado de trabalho, dentro da própria casa… Porém, elas ainda estão bem atrás dos homens. 

Algumas pesquisas revelam a necessidade de mobilização para a discussão dos direitos e discriminações femininos no Dia da Mulher:

– De acordo com o site de empregos Catho, as mulheres ganham até 53% menos que os homens em todos os cargos, área de atuação e nível de escolaridade. Elas também são minoria em cargos de liderança no mercado de trabalho no país. 

– Quatro em cada dez brasileiras já sofreram assédio sexual, segundo o Datafolha. Um terço das situações ocorreu na rua e um quinto, no transporte público. O índice aumenta entre as mulheres jovens de 16 a 24 ano.  

– Segundo o Unicef, 200 milhões de mulheres e meninas no mundo passaram pela mutilação genital feminina. Na Somália, 98% da população feminina foram vítimas dessa prática violenta e arriscada para a saúde.

– O site de notícias G1 aponta que, num período de uma semana, houve 126 casos de mortes violentas de mulheres no Brasil. Apenas um caso foi julgado, 32 se tornaram processos e quase metade ainda está sendo investigado.

– Em pesquisa feita pela marca de cosméticos Dove, apenas 4% das mais de 6 mil mulheres entrevistadas em todo o mundo se definem como belas. 59% se sentem pressionadas a ser bonitas.

A origem da data

Entenda a importância do dia da mulher!

Há mais de um marco que pode ter originado essa data. Todos eles foram, obviamente, realizados por mulheres.

No primeiro e mais popular deles, a data teria surgido após um incêndio em uma fábrica têxtil em Nova Iorque, em 25 de março de 1911. 130 mulheres que também eram operárias morreram carbonizadas, um acontecimento que determinou o avanço da luta feminina naquela época.

Outra hipótese é de que a data tenha se originado a partir de uma manifestação em prol da igualdade política e econômica nos Estados Unidos em 1908. 1500 mulheres aderiram à manifestação, que teve, no total, 3 mil participantes.

Com a oficialização da data em 28 de fevereiro feita pelo partido Socialista, no ano seguinte, as mulheres se manifestaram novamente e, dessa vez, a atitude culminou em uma longa greve e no fechamento de quase 500 fábricas no país.  

Em 1910, na Dinamarca, ocorreu o II Congresso De Mulheres Socialistas. A professora Clara Zetkin, presente no encontro, sugeriu a criação de uma data comemorativa, sem um dia definido. No ano seguinte, manifestações com o tema começaram a ocorrer na Europa.

Já na Rússia, em 1917, uma série de manifestações estavam acontecendo, inclusive uma no dia 8 de março. As mulheres se reuniram para exigir melhores condições de trabalho e para se posicionar contra o ingresso do país na Primeira Guerra Mundial.

Foi só depois de duas grandes guerras que, em 1945, a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o um acordo internacional prevendo igualdade entre homens e mulheres. No entanto, nessa época, o Dia Internacional da Mulher não havia sido oficializado.

O 8 de março só foi reconhecido pela ONU em 1977, após o movimento feminista ganhar força na década de 60 e instituir, em 1975, o Ano Internacional da Mulher.

Entenda mais sobre o dia da mulher!

Mulheres = Resistência

Apesar de a concretização do Dia da Mulher ter ocorrido apenas há 40 anos, as mulheres sempre foram protagonistas da história mundial. Lembre-se de alguns marcos importantes:

– Séculos XV a XVII: as mulheres que resistiam às imposições da Igreja Católica eram consideradas bruxas e queimadas vivas em fogueiras na Europa.

– 1792: na Inglaterra, Mary Wolstonecraft escreveu um livro clássico feminista, chamado “A Reivindicação dos Direitos da Mulher”. Na obra, ela defendia uma educação que aproveitasse seu potencial humano das mulheres.

– 1893: pela primeira vez em todo o mundo, as mulheres conquistam o direito ao voto. O feito ocorreu na Nova Zelândia.

– 1948: a holandesa Fanny Blankers-Koen, mãe de duas crianças, foi uma das grandes campeãs olímpicas, superando até mesmo competidores do sexo masculino ao conquistar quatro medalhas de ouro no atletismo.

– 1985: no Brasil, surge a primeira Delegacia da Mulher em São Paulo. O posto oferece um número maior de serviços voltados para a mulher, como S.O.S. Mulher e Serviço de Orientação à Família.

– 2006: a Lei Maria da Penha é criada para combater a violência doméstica física, psicológica, sexual, patrimonial ou moral contra a mulher. O nome da lei é uma homenagem a uma mãe de três crianças que levou um tiro do próprio marido enquanto dormia e se tornou paraplégica.

– 2010: os brasileiros elegem a primeira mulher para ocupar o cargo de Presidente da República: Dilma Rousseff. Antes dela, Angela Merkel, na Alemanha, e Cristina Kirchner, na Argentina, já lideravam seus países desde 2005 e 2007, respectivamente. Para melhorar ainda mais a sua performance saiba como melhorar o seu cargo com o curso de liderança online.

Essa coletânea de dados históricos e recentes pesquisas são apenas algumas das demonstrações de que as mulheres têm força e poder em todo o mundo e de que, embora devam ser tratadas como iguais, ainda sofrem com o machismo, com a violência, com a discriminação, com pressões sociais, entre outros desafios de ser mulher. Se você é uma mulher que ama argumentar, desenvolva com o curso de direitos humanos online!

No Dia da Mulher, seja o primeiro a aprender, a colocar em prática o aprendizado e a propagar por toda a vida esse importante ensinamento: trate as mulheres como você gostaria de ser tratado. Ou seja, com respeito e dignidade.

Mulher, o Cursos 24 Horas te deseja um belo parabéns pelo seu dia! Deixe nos comentários a sua opinião sobre a pesquisa histórica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *