11 exercícios para estimular o raciocínio lógico e se dar bem nas provas

Postado por Admincursos | 18 de junho de 2018 | Deixe aqui seu comentário

11 exercícios para estimular o raciocínio lógico e se dar bem nas provas

O seu cérebro não pode parar! Confira atividades que exercitam sua mente e o ajudarão a melhorar suas notas

Responda rápido: qual a principal ferramenta que você usa? Se você pensou o cérebro, acertou. Hoje, as pessoas que se destacam são aquelas que demonstram grande capacidade cognitiva e incrível desempenho de raciocínio lógico nas provas em que participa.   

Assim como qualquer parte do nosso corpo, o cérebro também precisa ser estimulado com exercícios específicos para manter nossa capacidade de concentração. Confira algumas dicas de como fazer isso:

1 – Faça meditação

Uma das melhores formas de exercitar o cérebro é justamente deixá-lo descansar por algum momento. Uma alternativa interessante é recorrer à meditação. Reserve um tempo para você e seus pensamentos.

Essa atividade exige dedicação do praticante e acaba ampliando a sua capacidade de concentração. Além disso, ao esvaziar sua mente, você consegue ter mais discernimento para determinar o que é importante, ou não, em seus estudos.

2 – Brinque com palavras-cruzadas e Sudoku

Os dois passatempos exigem concentração, memória e planejamento. Há espaços pré-definidos para inserir os números no Sudoku e as palavras não se completam sozinhas. Ou seja, você precisa focar sua atenção e encontrar saídas para os jogos.

Além de estimular o cérebro para novas atividades, a palavra-cruzada ainda tem uma característica interessante. Como o preenchimento é feito a partir de dicas, o participante ganha novos conhecimentos nas mais diversas áreas.

Você também pode gostar de: 07 cursos online que você pode fazer para se aprimorar!

3 – Dê adeus à calculadora

Seja sincero: qual foi a última operação matemática que você fez sem usar a calculadora do computador ou smartphone? Hoje, a gente recorre a esses equipamentos até para fazer somas e subtrações simples apenas pela praticidade.

Uma boa forma de exercitar o cérebro é tentar fazer essas contas na cabeça ou, pelo menos, em um papel. Você pode até demorar no início, mas vai ter mais agilidade para resolver desafios que envolvam números no futuro.  

guia exclusivo de como otimizar o tempo nos estudos

4 – Aprenda outra língua

Um erro comum do estudante é imaginar que aprender outra língua irá prejudicar seu desempenho na escola por representar uma obrigação a mais e uma outra carga de estudos. Na verdade, ocorre justamente o contrário.

Estudar um novo idioma traz uma série de benefícios para a pessoa. Ela não só amplia o vocabulário como estimula o cérebro a tomar decisões mais ágeis – além, é claro, de melhorar a disciplina e concentração.

5 – Desafie-se constantemente

Não se trata de fazer atividades físicas, mas simplesmente fugir da sua rotina e sua zona de conforto. Que tal trocar a rota do caminho que você faz até o trabalho? Já pensou em tentar escrever uma frase com a sua mão mais “fraca”?

Toda mudança, por menor que seja, faz o cérebro trabalhar mais para processar aquela informação. Isso estimula a concentração e a disciplina da pessoa justamente por tirá-la de uma situação mais fácil.

6 – Exercite-se regularmente

Já ouviu aquele ditado “corpo são, mente sã”? Pois é, ele é verdadeiro. Já que citamos as atividades físicas no item acima, é bom reforçar a importância de uma vida mais saudável também para o nosso cérebro.

Afinal, uma alimentação adequada e exercícios regulares fazem com que os benefícios não se resumem aos músculos, mas também a nossa mente. A memória e a concentração costumam ser maiores.

7 – Leia bastante

Revistas, jornais, sites e livros: torne-se um leitor voraz. Além de ser totalmente relaxante, essa atividade está intimamente ligada à criatividade e imaginação – itens essenciais para desenvolver o raciocínio lógico na busca por soluções inovadoras.

Além disso, a leitura tem a capacidade de expandir nosso vocabulário de uma forma mais intensa do que qualquer outra prática, além de permitir uma imersão grande nas principais áreas de conhecimento.

8 – Durma bem

O seu cérebro não é uma máquina tecnológica, mas também precisa ser desligado para recarregar as baterias. Isso ocorre quando a pessoa consegue ter uma boa noite de sono e o órgão pode, enfim, focar apenas na sua própria recuperação.

Quem já estudou bastante para uma prova sabe a importância de uma noite bem dormida. Estudar é importante, sem dúvida, mas o conhecimento só é assimilado quando paramos à noite e deixamos o cérebro processar toda aquela informação.

Veja também: 11 dicas para aprender inglês em casa!

exercícios de raciocínio lógico

9 – Aprenda a tocar um instrumento

Não faltam pesquisas que demonstrem a importância da música para o desenvolvimento cerebral nas pessoas. Aprender a tocar um instrumento musical exige memória, concentração, disciplina e foco do praticante.

São praticamente os mesmos benefícios do aprendizado de um novo idioma, com a vantagem que um instrumento também exercita a coordenação motora para que o aluno consiga executar todos movimentos necessários para tocar uma nota

10 – Brinque com jogos de tabuleiro

Essas atividades já são reconhecidas como grandes aliadas do desenvolvimento do raciocínio lógico. Elas exigem concentração, planejamento, previsão de lances futuros e estimulam a memória e a resolução de problemas.

O Xadrez, com suas regras de abertura e de jogadas, é um jogo clássico, mas outras modalidades são bem úteis, como damas e ludo. Cada uma tem sua peculiaridade e exigem estratégias diferentes em cada jogada.

11 – Exercite sua memória constantemente

Por fim, não pare de exercitar sua memória sempre que possível. É a capacidade de acessar os mais diferentes tipos de conhecimento, no momento adequado, que determinará o sucesso, ou fracasso, nas provas.

O interessante é que esses desafios não precisam ser complexos ou difíceis. Você pode começar, por exemplo, a tentar memorizar o endereço do seu restaurante favorito, ou então guardar o número de telefone de uma pessoa importante.

O cérebro é nossa principal ferramenta

Independentemente da profissão que você segue ou deseja seguir, é o cérebro a nossa principal ferramenta de trabalho. Desenvolva-o com aulas, leitura e curso de raciocínio lógico. O sucesso depende da nossa capacidade de se concentrar, analisar e tomar decisões.

O que achou das nossas dicas? Comece a praticar agora mesmo e aproveite para conferir nossos cursos online!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *