Você sabe organizar as finanças? Aprenda agora e não perca mais tempo

Postado por Admincursos | 18 de fevereiro de 2019 | Deixe aqui seu comentário

Você sabe organizar as finanças? Aprenda agora e não perca mais tempo

Por que investir em educação financeira é fundamental?

Organizar as finanças: em uma escala que vai de “total descontrole” a “futuro milionário” como você classificaria as suas finanças pessoais? De acordo com dados de uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), em associação com a CNDL, 63 milhões de brasileiros estão endividados. Esse número equivale a 41% da população.

No entanto, salvo raras exceções, ninguém nasce endividado. Por isso, morrer endividado também não é a única opção. Com conhecimento e disciplina é possível dominar as dívidas e fazer um golaço rumo à independência financeira.

Neste artigo você vai entender por que é importante organizar as finanças e, ainda, como fazer para investir em educação financeira hoje mesmo.

Possui uma reserva de emergência?

Imagine que você sai de casa atrasado para ir ao trabalho e se lembra que tem uma reunião marcada logo no começo do dia com um cliente importante. Sua primeira atitude é aproveitar que as ruas estão tranquilas para acelerar o carro um pouco mais do que de costume e tentar chegar o menos atrasado possível.

Em determinado momento o semáforo fecha, mas você acha que consegue passar no amarelo. No entanto, um carro que está em sua frente não pensa o mesmo e pisa no freio. Quando você se dá conta, escuta o barulho – o capô do seu carro e a traseira do carro da frente estão unidas como se fossem uma coisa só. Prejuízo.

homem segurando carteira vazia

Todo mundo está sujeito a uma emergência – desde uma pequena batida de carro por falta de atenção até algo mais complicado, como uma enfermidade. O problema é que não ter dinheiro destinado a cobrir os gastos desse tipo de situação pode piorar o que já é ruim.

É para isso que serve a reserva de emergência: evitar que os imprevistos provoquem um buraco irredutível no seu orçamento. Por isso, é recomendado que ela sirva para suprir  os seus gastos por, pelo menos, de três a seis meses. Um ano é o ideal.

“Que gastos devem entrar para contabilizar o valor da reserva de emergência?” Todos – fixos e variáveis. Por exemplo, se hoje o seu salário é composto por R$2 mil reais e você acha que esse é o valor suficiente para viver – cobre gastos com alimentação, transporte, moradia e vestimenta – sua reserva de emergência pode ter esse valor como base.

Você pode começar a guardar o que puder. Lembre-se que o importante é começar. Seja R$20 ou R$500.

Leia também: Aprenda a como fazer um curso online no site do Cursos 24 horas!

Gasta todo o dinheiro antes do salário cair na conta?

Você já sabe que uma quantia – por menor que seja – deve sobrar do seu salário mensal para compor a sua reserva de emergência. No entanto, é impossível ter uma reserva de emergência se, quando o salário cai na conta, ele já foi todo gasto no cartão de crédito.

“Mas, como evitar que todo o dinheiro acabe se preciso comprar coisas importantes?” você pode estar se perguntando. No entanto, antes de concluir que todos os gastos são essenciais é preciso analisar cada um deles de forma individualizada.

Existem várias formas de fazer isso, mas a mais básica é pegar a fatura do cartão de crédito e analisar, de forma crítica, gasto por gasto. Se você usa mais de um cartão, pegue de todos eles. Confira os exemplos a seguir.

  • Supermercado – tudo o que foi comprado era realmente necessário? Quais gastos podem ser reduzidos (seja por meio de escolhas mais econômicas ou por diminuição de quantidade)? Quais gastos podem ser eliminados? 
  • Assinatura da internet – essa opção de plano é a mais econômica capaz de atender às suas necessidades? Se sim, é possível escolher uma empresa que ofereça um valor mais baixo? Ou, por último, será que ligar para tentar um desconto não é uma possibilidade?

  • Alimentação – você costuma almoçar em casa ou em restaurante? Saiba que almoçar fora todos os dias, de segunda à sexta, pode custar, em média, mais de 4 mil reais no final do ano. Levar uma marmita de casa para o trabalho é mais saudável e ajuda a economizar um bom dinheiro.  

lâmpada de vidro com moedas dentro representando organização financeira

Leia também: Cursos 24 horas é membro da Associação Brasileira de Educação a Distância

Curso de finanças pessoais

A forma mais eficaz de organizar as finanças pessoais é por meio de conhecimento sobre o assunto.

O Curso online de Finanças Pessoais disponível no site Cursos 24 Horas aborda desde os princípios das finanças pessoais – incluindo conceitos de despesa fixa e despesa variável – até as formas de lidar com as dívidas de um jeito eficaz.

Aprenda também algumas das opções de investimento de baixo risco disponíveis e tenha suporte de tutores online para esclarecimento de dúvidas. Além disso você tem acesso a materiais de apoio, vídeo aulas, exemplos práticos e todo o necessário para um aprendizado eficiente.

Inscreva-se agora por apenas R$40,00 reais – Sem mensalidades!

Portanto, se você sente que tem deixado de realizar sonhos e conquistar as suas metas por conta de falta de controle financeiro, esse curso é muito importante. Afinal, salário baixo não é desculpa para viver endividado!

  • Como elaborar um orçamento pessoal;
  • Como fazer o planejamento familiar;
  • Como lidar com dívidas e eliminá-las;
  • Onde investir seu dinheiro para obter a melhor rentabilidade.

2019 É o seu ano de organizar as finanças! Está esperando o que para dar uma reviravolta na sua conta bancária?

Blog Cursos 24 Horas

Aqui no Blog você fica por dentro do universo do Cursos 24horas, além de novidades e tendências para o seu estudo.

Conheça os nossos cursos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *