A importância da educação sexual na adolescência

Postado por Admincursos | 30 de maio de 2019 | Deixe aqui seu comentário

A importância da educação sexual na adolescência

Conhecimentos são fundamentais para instrução dos adolescentes

A adolescência é uma fase especial da vida, com dúvidas, novidades, incertezas e assuntos com os quais os jovens precisam ter contato, e um deles é a educação sexual.

O assunto é determinante para a adolescência e também para a fase adulta e precisa ser tratado de maneira direta e clara, de modo que as dúvidas relacionadas ao assunto possam ser solucionadas da maneira correta.

Vamos entender melhor a importância de aprender sobre o tópico durante a adolescência e qual é o impacto que isso pode causar para os jovens a curto, médio e longo prazo.

Por que é importante falar sobre educação sexual?

Porque os jovens precisarão lidar com ele em algum momento de suas vidas, seja mais cedo ou mais tarde e independentemente de seu gênero, e receber as instruções certas ajuda a evitar consequências indesejadas.

Um estudo feito pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em conjunto com o laboratório Bayer, entrevistou 1,5 mil mulheres de 16 a 25 anos em cinco capitais do Brasil a respeito da educação sexual que recebem em casa e nas escolas.

Os resultados apontaram que 67% delas têm acesso a esse tipo de educação na escola, índice que pode parecer satisfatório, mas ainda tem muito a melhorar, já que a cada três mulheres, uma não tem acesso a esse tipo de informação.

Outra pesquisa de 2017, também realizada pela Unifesp e pela Bayer, buscou saber o conhecimento dos homens a respeito de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e métodos contraceptivos, e os indicativos foram ainda menores.

Feita com 2 mil jovens de 15 a 25 anos em 10 capitais brasileiras, os resultados mostraram que 72% dos participantes acreditam que a responsabilidade de evitar uma gravidez não planejada seja do casal, mas a maior parte não adota as medidas preventivas necessárias.

O assunto é igualmente importante para homens e mulheres e precisa ser mais abordado do que é hoje em dia, já que a educação sexual é um assunto ainda considerado como delicado para boa parte da população brasileira.

Na Holanda, por exemplo, o assunto é tratado desde os 4 anos de idade, porém com abordagens que se adequam a cada momento da vida das crianças e jovens. O tema também é obrigatório em outros países, como Inglaterra, Escócia, Bélgica e Nova Zelândia.

Como ele ainda não faz parte do currículo obrigatório das escolas no Brasil, é fundamental que os pais e responsáveis obtenham toda a instrução possível sobre ele, de modo que possam passar esses conhecimentos às crianças e jovens.

Quais são os impactos trazidos pela educação sexual na adolescência?

São muitos, todos positivos para os jovens, de acordo com o que mostra o “International technical guidance on sexuality education – An evidence-informed approach”, relatório desenvolvido pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

De acordo com dois processos dirigidos pela UNESCO em 2008 e 2016, o primeiro baseado em resultados de 87 estudos conduzidos por todo o mundo e o segundo apoiado em resultados de 22 revisões sistemáticas e 77 ensaios clínicos randomizados, programas curriculares de educação sexual contribuem para o seguinte:

Jovem olhando para a câmera

Iniciação tardia em relações sexuais

Um motivo que impacta diretamente na gravidez indesejada é a iniciação precoce das relações sexuais, muitas vezes sem que os jovens entendam quais são as possíveis consequências de tal ato.

Menor número de parceiros sexuais

Quando não existe o conhecimento sobre educação sexual, ter diferentes parceiros sexuais sem a respectiva proteção pode levar à contração de doenças sexualmente transmissíveis.

Maior uso de preservativos

Os preservativos são considerados entre os melhores métodos contraceptivos em todas as faixas etárias, já que previnem a gravidez não planejada e também as DSTs, e é fundamental que os adolescentes tenham conhecimento a respeito disso.

Maior adoção por métodos contraceptivos

Além dos preservativos, também existem outros métodos que podem ser utilizados para evitar a gravidez quando esta não é planejada, e os adolescentes devem conhecer as opções e suas características para ponderar qual (ou quais) delas são as mais viáveis.

Como falar sobre o assunto com os adolescentes?

Através de seu aprendizado por parte dos pais e responsáveis, de modo que tenham o embasamento necessário para ajudar os adolescentes com suas dúvidas e perguntas.

Saber como falar sobre educação sexual com crianças e adolescentes e tratar do tema com clareza e objetividade tem impactos diretos e positivos na vida e na saúde dos jovens, os quais podem ser mantidos nas demais etapas de suas vidas.

Porém, além de usar uma linguagem adequada para sua idade, também é importante ter acesso a informações relevantes e de fontes confiáveis para poder lidar com o assunto da melhor maneira possível.

Algumas das melhores dicas para conversar com seu filho adolescente são as seguintes:

  • Demonstração de amor: as crianças e adolescentes, assim como pessoas de outras faixas etárias, precisam ser tratadas com amor e carinho através dos gestos e palavras para que percebam que podem contar com seus pais e responsáveis para o que precisarem e, assim, aumentem sua confiança.
  • Reconhecimento de sentimentos: os pais e responsáveis também devem ficar atentos à forma com a qual seus filhos se comportam e como apresentam seus sentimentos, já que a adolescência é um período complicado. Ao verificar que ele está triste, chateado ou com outro sentimento negativo, aproxime-se dele para conversar e tentar ajudar.
  • Evitar comparações: elogios e incentivos são muito bem-vindos, mas estes não devem ser feitos através de comparações com outros jovens ou pessoas, seja para melhor ou para pior, já que as consequências desta decisão podem ser bem prejudiciais.

Educação sexual: um conhecimento necessário

É fundamental aprender sobre o assunto para poder ajudar os jovens com as questões que surgem em suas mentes nesta idade, ainda mais com o fácil acesso à internet, que pode trazer conhecimentos errados de acordo com a fonte escolhida.

Por isso, é de suma importância que os pais e responsáveis entendam sobre o assunto para que sejam uma fonte confiável de conhecimento para os jovens e, assim, os ajudem com essa necessidade tão importante.

O curso de educação sexual é um dos melhores cursos online para que os pais e responsáveis lidem sobre o assunto com seus filhos, amigos e familiares. Invista neste conhecimento e ajude no crescimento e desenvolvimento dos jovens!

Conheça nosso de educação sexual e oriente seus filhos da melhor maneira!

 

Blog Cursos 24 Horas

Aqui no Blog você fica por dentro do universo do Cursos 24horas, além de novidades e tendências para o seu estudo.

Conheça os nossos cursos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *