Adultos e a dificuldade na alfabetização, saiba como auxiliar quem está nesse processo

Postado por Admincursos | 8 de outubro de 2019 | Deixe aqui seu comentário

Adultos e a dificuldade na alfabetização, saiba como auxiliar quem está nesse processo

Conheça dicas e estratégias para melhorar a absorção dos adultos em relação à alfabetização

As dificuldades na alfabetização fazem parte do processo para algumas pessoas, já que a assimilação dos conteúdos nem sempre acontece da mesma maneira entre diferentes indivíduos, o que pode ser motivado por uma série de fatores, de experiências anteriores à facilidade com a matéria.

Além de estarem presentes na infância, tais dificuldades também podem ocorrer quando a alfabetização vem na fase adulta, com diferentes desafios para os alunos e também para os professores.

Saber como lidar com essa questão é fundamental para ajudar no desenvolvimento dos adultos e na obtenção de um bem de valor inestimável, que é o conhecimento, capaz de revolucionar as vidas dos envolvidos de uma vez por todas.

Vamos aprender mais sobre o assunto e conhecer técnicas e práticas capazes de ajudar na alfabetização eficaz de adultos, independentemente de sua idade.

Qual é o índice de alfabetização do Brasil?

93,2%. Esse foi o resultado obtido no suplemento de educação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgado em 19 de junho de 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com números referentes ao ano de 2018, os 6,8% da população de 15 anos ou mais classificada como analfabeta foi um número ligeiramente melhor do que os de 2017, quando a parcela era de 6,9%, diferença correspondente a 12 mil pessoas.

É fato que o país apresenta uma melhora no número de alfabetizados, mas este ainda não atingiu a meta definida pelo Plano Nacional de Educação (PNE). O país deveria ter chegado a 93,5% de sua população com mais de 15 anos alfabetizada até o ano de 2015, o que ainda não foi atingido, mesmo depois de 3 anos.

Outra determinação do PNE é que o analfabetismo seja completamente eliminado até o ano de 2024, o que seria um cenário fantástico para a educação do país, mas que pode não ser atingido caso a curva não traga resultados mais acentuados nos anos seguintes.

Veja também: Alfabetização, um processo essencial na vida

Quantos são os adultos que apresentam dificuldade na alfabetização?

Os dados apresentados são bem interessantes, mas outros números estão ainda mais relacionados com o assunto que estamos abordando: as taxas de analfabetismo por faixa etária.

Referentes à mesma pesquisa, a evolução nos indicadores ajuda a entender como a dificuldade na alfabetização realmente é presente, embora a situação melhore a cada ano, como mostram os números.

Separados por faixa etária, eles mostram qual era a porcentagem da população daquela faixa etária nos anos de 2016, 2017 e 2018, respectivamente:

  • 15 anos ou mais: 7,2% / 6,9% / 6,8%
  • 25 anos ou mais: 7,6% / 7,4% / 7,2%
  • 40 anos ou mais: 12,3% / 11,8% / 11,5%
  • 60 anos ou mais: 20,4% / 19,2% / 18,6%

A maior variação se viu nas pessoas de 60 anos ou mais, cuja redução foi de 1,8% de 2016 a 2018, embora todas as faixas etárias tenham demonstrado melhoria, o que é bastante positivo.

Pessoa escrevendo em caderno

Como superar a dificuldade na alfabetização da fase adulta?

A educação deve ser um incentivo desde a infância, mas isso nem sempre é possível, pois nem todas as pessoas têm acesso às escolas desde crianças – o que é um privilégio, diga-se de passagem.

Devido à falta de contato com a educação quando jovem, o desenvolvimento pode ser mais complicado na fase adulta, embora este seja possível com empenho e determinação, tanto por parte do educador quanto do educando.

Algumas dicas que podem ser aplicadas para vencer tais dificuldades são as seguintes:

  • Diagnostique o nível do aluno. Existem diferentes níveis de dificuldade na alfabetização adulta: enquanto alguns não possuem qualquer conhecimento, outros podem tê-lo em pequeno grau, o que faz uma grande diferença no ensino. Busque conhecer o nível de conhecimento de cada aluno para saber como lidar com ele da melhor maneira possível.
  • Saiba quais letras eles já conhecem. Quem conhece o alfabeto nem sempre conhece todas as letras. Para ajudar a entender seu nível sobre o abecedário, recorra a recursos práticos, como apresentações em PowerPoint. Com um slide para cada letra, apresente-os com calma e veja o desempenho dos alunos na prática.
  • Recorra a associações das letras. Assim como acontece com as crianças, os professores também devem recorrer a palavras que os alunos já conhecem para que entendam quais são as letras e onde são usadas. por exemplo, A de amora, B de bola, C de casa, D de dado, E de escola e por aí vai.
  • Espelhos também podem ajudar. Em uma sala com crianças, é comum que  professor ensine a pronúncia das letras e os alunos repitam por várias vezes. Porém, com o público adulto, isso pode levar a um certo grau de constrangimento quando feito muitas vezes. Para contornar a situação, dê um espelho para cada aluno e fale a letra apenas uma vez, com movimentos bem nítidos de sua boca em relação ao som emitido. Assim, eles poderão treinar com o espelho para adquirir a fonética correta.
  • Saiba lidar com os adultos. Mais que uma profissão, a pedagogia é o amor por educar. Isso envolve paciência e cordialidade com os adultos, que podem se envergonhar por estar nessa etapa do aprendizado em uma idade avançada. Deixe bem claro que não há nada de errado em estudar quando adulto – pelo contrário, eles têm em mãos a oportunidade de mudar o destino de suas vidas para muito melhor.

O processo difere bastante em relação à didática, já que o comportamento dos adultos não é o mesmo das crianças, mas quando o educador se mostra aberto e disposto a ajudar, o processo tende a fluir com excelência.

Além dessa dica, o combate à dificuldade na alfabetização de adultos pode ser otimizado com a realização de um curso de educação de jovens e adultos, que aborda conceitos, políticas educacionais, formação e qualificação docente e a realidade dos alunos de EJA, bem como seu ensino e aprendizagem.

Incorpore tais técnicas e práticas em sua didática e veja como a dificuldade na alfabetização pode ser superada com a ajuda de bons cursos online, como o citado previamente. Assim, você não apenas ajuda no desenvolvimento de um Brasil melhor como também tem o poder de melhorar a vida de seus alunos!

Blog Cursos 24 Horas

Aqui no Blog você fica por dentro do universo do Cursos 24horas, além de novidades e tendências para o seu estudo.

Conheça os nossos cursos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *