Entenda com a variação linguística pode aparecer nos principais vestibulares do país

Postado por Admincursos | 24 de outubro de 2019 | Deixe aqui seu comentário

Entenda com a variação linguística pode aparecer nos principais vestibulares do país

Conheça esse assunto fundamental para seus vestibulares

Você já deve ter ouvido falar que o Brasil é um país de dimensões continentais, o que não é à toa, já que é o 5º maior em extensão territorial, com 8.511.000 km². Uma das consequências disso é a variação linguística.

Por ser tão extenso, o idioma passou por algumas adaptações em determinadas regiões, as quais aparecem tanto na forma falada, com os sotaques, quanto na escrita, onde as variações linguísticas se fazem presentes.

Além de ser um assunto bastante interessante em nível de cultura e conhecimento, compreender este fenômeno pode fazer toda a diferença enquanto você faz aquela tão esperada prova de vestibular, de modo a realizar o objetivo de ingressar em uma boa faculdade ou universidade.

Vamos aprender mais sobre o assunto para entender qual é a sua influência no idioma português e em como isso pode afetar suas provas.

O que é variação linguística?

Tecnicamente, é o conjunto de mudanças pelas quais uma língua pode passar em relação à sua originalidade, o que acontece tanto na parte escrita quanto falada.

Quando se fala sobre um idioma, uma ideia que pode vir à mente é de que ele é algo imutável à passagem do tempo e a questões culturais, mas em termos práticos, é fácil ver que isso não é verdade.

Um exemplo simples é comparar o português falado no Brasil com o de Portugal. Ainda que seja o mesmo idioma, a forma de falar é bem diferente, além de algumas mudanças que também se mostram na escrita.

Além disso, também podemos considerar Moçambique, Angola, Guiné-Bissau, Timor-Leste, Guiné Equatorial, Macau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, que são os estados soberanos e territórios em que o português é um idioma oficial.

Se fosse colocado um cidadão de cada um desses países em uma sala e todos começassem a conversar, é provável que houvesse dificuldades na compreensão, mesmo se tratando do mesmo idioma, o que é um claro sinal de variação linguística.

Mesmo sem romper as fronteiras do país, o fenômeno também pode ocorrer. Para tal, basta comparar o português que é falado em São Paulo, no Rio de Janeiro, na Bahia, no Piauí e no Rio Grande do Sul, por exemplo: cada um carrega suas próprias características.

Não há números definitivos a respeito de quantas variações linguísticas existem no Brasil, mas ao considerar que há mais de 10 sotaques, é possível perceber o quão rico é o português brasileiro neste sentido.

Tais mudanças costumam se dar por motivos culturais e todas são aceitas pelo idioma. Considerar que uma delas está certa ou mesmo que alguma é “menos errada” do que outra se configura como juízo de valor, pois todas elas pertencem ao mesmo idioma.

Essa, inclusive, é uma das características fundamentais da linguística: o fato de que podem se adequar às necessidades de cognição e comunicação da população, o que carrega um enorme poder cultural.

Se analisarmos o objetivo dos idiomas, que é justamente de permitir a comunicação das pessoas, além dos fatores políticos, geográficos e sociais, fica claro que as variações linguísticas são perfeitamente aceitas e enriquecedoras.

Aulo em sala estudando variação linguística

Há diferentes tipos de variação linguística?

Sim. A riqueza neste quesito é tão grande que ela se divide entre diferentes variações, como as seguintes:

  • Variedade social: podem se apresentar tanto na forma fonológica (“bão” ao invés de “bom”, “pobrema” ao invés de “problema”) ou na morfossintática (“eu vi ele” ao invés de “eu o vi”, “a gente fumo” ao invés de “nós fomos”).
  • Variedade regional: mudanças que se dão graças a motivos geográficos (“racha” como partida de futebol no Nordeste, “guacho” para animal que foi criado sem sua mãe no Sul e “miudinho” para pequeno no Norte).
  • Variedade estilística: consiste na linguagem formal, na informal e nas gírias usadas por determinados grupos sociais, como os surfistas, sertanejos e geeks, por exemplo, que se comunicam de maneiras personalizadas.
  • Conhecer a existência de tais variações é importante, tanto para enriquecer seus conhecimentos quanto para saber melhor como lidar com elas quando se deparar com tal necessidade, como acontece com os vestibulares.

    Como a variação linguística se manifesta nos vestibulares?

    Geralmente, nas questões da seção da prova voltada à língua portuguesa, onde a falta de conhecimento pode ser bastante prejudicial.

    Saber como desenvolver uma boa interpretação de texto é essencial, mas no que tange à variação linguística, isso nem sempre é suficiente, pois o vestibulando se deparará com algo que foge de seu conhecimento.

    Geralmente, quando o assunto é abordado nos vestibulares, a questão não envolve definir os termos em que a variação linguística se aplica, já que essa é uma característica peculiar de quem utiliza aquele vocabulário no dia a dia, salvo em casos como quando o contexto o deixa subentendido.

    Em boa parte dos casos, é solicitado ao vestibulando que identifique onde existe uma variação em termos linguísticos, bem como versar sobre a importância e aplicação de tal variação, mas quem não souber do que se trata o assunto pode entrar em problemas.

    Os estudos de preparação são intensos, desde a leitura dos livros para vestibular até a compreensão das técnicas de redação para vestibular, isso sem contar as outras matérias também contempladas na prova, mas é fundamental estudar sobre as variações linguísticas.

    Variações linguísticas: elementos indispensáveis em nosso idioma

    É maravilhoso ver como os idiomas aceitam variações em termos de escrita e de fala. Ainda que isso não se restrinja apenas ao português, nós temos o privilégio de ver isso acontecer em nosso próprio país e em grande escala.

    Por ser uma nação enorme, tais variações podem fazer parte do cotidiano de todos em maior ou menor grau, e as provas de vestibular são ótimas oportunidades para tal, além de também se mostrarem como um desafio para os vestibulandos.

    Se você buscar saber sobre o assunto, estará melhor preparado para os vestibulares de que participar e, consequentemente, terá vantagens competitivas importantes em relação aos concorrentes, o que pode te colocar alguns passos mais próximo do objetivo.

    Além da preparação com os cursos online, dos simulados e das pesquisas, não se esqueça de aumentar seus conhecimentos sobre variação linguística, o que pode trazer vantagens à sua prova e enriquecer seus conhecimentos sobre o idioma para a vida, o que é muito válido!

    Blog Cursos 24 Horas

    Aqui no Blog você fica por dentro do universo do Cursos 24horas, além de novidades e tendências para o seu estudo.

    Conheça os nossos cursos

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *